Gente como a gente. Papa dá escapadinha do Vaticano para ir a loja de disco.




Não canso de frisar nesta coluna que lojas de discos são espaços sagrados. Templos de preservação da memória e das culturas popular e erudita. Mas algumas delas são literalmente mais abençoadas que outras. Esta história saiu nas agências internacionais de notícias.


Amante da música clássica, o papa Francisco deixou o Vaticano na noite desta terça-feira (11), por volta das 19h (horário local), para visitar velhos amigos que administram uma loja de discos em Roma e voltou com um CD de presente.


A visita é uma das famosas escapadelas do pontífice —já viu o filme "Dois Papas"?— e deveria ter sido mantida sob sigilo. O problema é que Javier Martinez-Brocal, repórter da agência de notícias Rome Reports, estava no local por acaso e filmou a cena com o celular.


Francisco permaneceu na loja StereoSound, localizada bem ao lado do antigo Panteão, um dos principais pontos turísticos de Roma, por pouco mais de dez minutos. Vida sagrada é corrida.


Segundo um porta-voz do Vaticano, ele queria abençoar o estabelecimento, que recentemente passou por uma reforma. O papa se tornou amigo dos proprietários da loja anos atrás, quando era apenas o cardeal Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires, e visitava a loja a procura de discos e CDs de música clássica.


Na época, ele costumava se hospedar em uma residência próxima para clérigos visitantes. Não é fácil perder determinados hábitos.


Confira o vídeo mostrando o papa, que evita carros à prova de balas, saindo da loja e entrando em um Fiat 500 branco simples com placa do Vaticano.



  • Voltar as noticias da rádio! -